terça-feira, 20 de março de 2012

qual economia quer a educação

blog do aluizio azevedo
FRAGMENTOS FRACTAIS
http://fragmentosfractais.blogspot.com.br/2012/03/ciclo-de-debates-para-discutir-cupula.html






Secretário de Educação Ságuas Moraes fará a abertura do encontro que ocorre na Escola Estadual Presidente Médici e conta com a palestra da professora Michèle Sato (foto)

Por Aluízio de Azevedo

Com o objetivo de se preparar rumo à Cúpula dos Povos e Rio + 20, diversas entidades e setores da sociedade civil de Mato Grosso se reúnem nesta quarta-feira, na Escola Estadual Presidente Médici em Cuiabá, quando ocorrerá o ciclo de debates sob o tema: “Cúpula dos povos e a Rio20: Desafios e Perspectivas”.

O secretário de Estado de Educação, Ságuas Moraes (PT) fará a abertura do evento, que tem início às 09h e tem a frente a organização da Secretaria de Estado de Educação (SEDUC), Rede Mato-Grossense de Educação Ambiental (REMTEA), Instituto Caracol (iC) e Grupo Pesquisador em Educação Ambiental, Comunicação e Arte (GPEA) da UFMT, com apoio de vários segmentos da sociedade civil e demais secretarias estaduais.

Segundo convite enviado pela comissão organizadora do evento, a meta é refletir sobre os modelos de desenvolvimento e de Qual economia Queremos?

O intuito também “é contrapor ideias com a ‘economia verde’, privilegiando uma economia mais solidária e popular que possa promover a inclusão social com cuidado ecológico, ao invés de fomentar a competição tornando a natureza um mero recurso inesgotável de fontes mercadológicas’.

Também participam da mesa de abertura as pesquisadoras em educação ambiental, Débora Pedrotti e Giselly Gomes.

A programação conta ainda com uma seção histórica de abertura, palestra com a professora doutora da UFMT, Michèle Sato, sobre o Tratado de Educação Ambiental. 

Além de Mesa redonda sobre desenvolvimento e economia, grupos de trabalho e fórum que consiga propor: “QUAL ECONOMIA A EDUCAÇÃO QUER”; bem como mesa redonda, cujo tema será desenvolvimento e economia e com a participação de três debatedores: Alexandre M. Faria (UFMT), Regina Silva (REMTEA) e Gilmar Soares (presidente do Sintep-MT)

Já no dia 1 de junho de 2012, todas as entidades se reunirão juntando as propostas e uma comissão de relatoria elaborará coletivamente QUAL ECONOMIA MATO GROSSO QUER. O documento que surgir daí, denominado Carta de Mato Grosso, será encaminhado à Cúpula dos Povos e entregue aos tomadores de decisão, formadores de opiniões, governos e sociedade civil de todo o mundo.

Para saber mais sobre o movimento “Ciclo de Debates - Cúpula dos povos e a Rio20: Desafios e Perspectivas”: www.centroburnier.com.br  

Fontes bibliográficas sobre a Cúpula dos povos e a Rio20 no blog: www.remtea.blogspot.com



Nenhum comentário: